>> FIQUE POR DENTRO

PERDA DO DENTE

A perda de um único dente pode ter conseqüências desastrosas para toda a oclusão de um indivíduo. Na imagem abaixo você pode observar como todos os dentes proximais modificam as suas posições, os antagonistas migram em direção ao espaço criado, causando também alterações no arco oposto. Também altera a distribuição de forças em todo o sistema, já que se o indivíduo perde, por exemplo, um dente no hemi-arco direito irá sobrecarregar o hemi-arco esquerdo, além de ocasionar traumas à distância em outros dentes, já que contatos prematuros desviarão a mandíbula para uma outra posição

Ambos os crânios abaixo (figuras) são reais Esse de cima, pertenceu a uma pessoa idosa que perdesse seus dentes muitos anos antes de morrer. Na parte de baixo exemplo de um crânio de uma pessoa adulta de meia idade com todos os dentes. A primeira coisa que salta os olhos é a diferença de altura dos ossos maxilares (superior e inferior) de um crânio e outro.

Outra conseqüência da perda dos dentes é a perda óssea ocorrida. Quanto mais cedo os dentes forem perdidos, mais ocorrerá perda de suporte ósseo com o passar dos tempos. Isto causa um aspecto "envelhecido" devido ao colapso facial dos tecidos moles.

Perda do Dente

Perda do Dente
Voltar a página "Fique por dentro" e ver a lista completa de opções