• Dentista Vila da penha | Slide 01
    Dentista Vila da penha | Slide 01
  • Dentista Vila da penha | Slide 02
    Dentista Vila da penha | Slide 02
  • Dentista Vila da penha | Slide 03
    Dentista Vila da penha | Slide 03
  • Dentista Vila da penha | Slide 04
    Dentista Vila da penha | Slide 04

Diabetes e Odontologia


Diabetes mellitus é um distúrbio causado pela falta absoluta ou relativa de insulina no organismo. Quando a glicose produzida pelo pâncreas é insuficiente, a glicose é impedida de ser absorvida pelas células e desse modo o acúmulo de glicose na corrente sanguínea provoca uma elevação dos níveis considerados normais em nosso sangue. No Brasil, estima-se que cerca de 10% da população entre 30 e 69 anos são acometidos pelo Diabetes e quase metades desses não tem conhecimento de que são diabéticos.

O atendimento odontológico do paciente diabético deve seguir um exame clínico mais rigoroso e criterioso com relação a algumas patologias mais frequente em diabéticos.

Existe um “elo” entre as doenças que ocorrem na boca, como periodontite, gengivite, perda óssea, perda precoce dos dentes, gosto ruim na boca, boca seca, aftas, mau hálito, fissuras na língua(dificultam a limpeza desta), úlceras, infecções (candidíase), cárie e outras lesões bucais com a Diabetes.

A ligação entre as doenças periodontais e o Diabetes é um processo que pode ser uma via de mão dupla, ou seja, o Diabetes influencia as doenças periodontais e essas influenciam o Diabetes, já que as doenças periodontais, segundo pesquisas atuais, tem o potencial de afetar o controle glicêmico no sangue e desse modo, contribuir para a progressão do Diabetes. Além disso, as doenças periodontais são patologias relacionadas a invasão bacteriana dos tecidos ao redor dos dentes (tecidos periodontais) e o diabético é mais susceptível a infecções bacterianas, com a diminuição da capacidade de combate as bactérias que invadem os tecidos gengivais,

Para os diabéticos a higiene oral deve ser mais cuidadosa do que de praxe, já que tende a surgir um acúmulo da placa bacteriana, o popular tártaro, que vai originar a gengivite — caracterizada por sangramento e inchaço. “E, se não for tratado, esse quadro costuma evoluir para a periodontite, que danifica as estruturas de suporte ao redor do dente, chegando a resultar na perda desse dente”. No entanto, não bastam todos esses cuidados bucais se você não cuida de sua alimentação e consequentemente não controla seus níveis de glicose. Na figura, vemos o lado esquerdo com uma dentição/gengiva saudável e o lado direito com perda óssea e gengival, além do fator estético.

NOSSAS REDES:

CRIADO POR: